Estrogênios e menopausa

 

Menopausa

Uma dúvida de muitas mulheres é saber do médico quando deve começar a fazer o tratamento da menopausa. Ouvimos, com muita frequência, afirmação das nossas clientes quando dizem que estão preocupadas com o fato de não estarem usando remédios ou fazendo algum tipo de tratamento para o climatério. Esta é a questão. Algum tratamento que deve ser feito durante estes anos da vida da mulher ? Se existe, de que consiste, quando a quem deve começar a fazê-lo.

Definição

Por definição, a menopausa é um marco na vida da mulher, Tal qual a menarca (primeira menstruação). A menopausa é a última menstruação a descer são dos mecanismos que a produziam. Os anos anteriores ou posteriores a menopausa corresponde ao climatério feminino, que se inicia por volta dos 35 anos de idade e se estende até os 70 ou mais.

Podemos dizer que a mulher teve a sua menopausa depois que houver uma falha menstrual de mais de 6 meses. Esse processo ocorre em consequência do declínio gradativo da produção de hormônios pelos ovários, após o início da climatério. Como resultado dessa diminuição da função ovariana, a fertilidade (capacitadas de engravidar) e a correr regulado o fluxo menstrual também reduzem progressivamente, até que ocorra a suspensão definitiva destes acontecimentos a menopausa. Conheça o Maxberry

Algumas mulheres param de menstruar e de repente, enquanto outras passam primeiro por um período marcado por falhas intermitentes. A idade média que sucede a última menstruação é os 50 anos, podendo acontecer um pouco antes ou depois. Quando acontecem irregularidades antes da menopausa, marcadas por períodos de amenorreia (falha menstrua),l sangramentos e ausência de ovulação pode haver certo desassossegos.

Diante desses fatos, a primeira dúvida de muitas mulheres é sobre a necessidade ou não de tomarem hormônios (estrogênio e progesterona) já que a produção deles está insuficiente. Com relação a testosterona os ovários continuam a sua síntese, mesmo depois da menopausa, e não há razão para prescrever.

Esta indicação não se dá apenas pelo fato destas substâncias aliviarem os sintomas desagradáveis, mas principalmente pelo conhecimento popular de que estes compostos poderiam retardar o envelhecimento natural. Sob o ponto de vista médico, os riscos e benefícios do uso de hormônios, antes e depois da menopausa, devem ser avaliados individualmente.

Imunoterapia

A imunoterapia nunca poderá ser indicada da mesma maneira para todas as mulheres. Os especialistas no assunto são unânimes em afirmar que o uso de estrogênios e progesterona durante esses anos é muito benéfico para aliviar os sintomas como as ondas de calor, a sudorese noturna, diminuir o desconforto vaginal e problemas urinários.

A prescrição destas substâncias sempre deve levar em consideração a intensidade das queixas relatadas, independentemente dos resultados dos exames realizados para 12 horas níveis sanguíneos destes hormônios. Mesmo sabendo que a tendência destas queixas e desaparecer com o passar do tempo, atualmente consideramos que a prescrição dos hormônios depois da menopausa não deve ser interrompida.

As pessoas que se opõem a instrução cientistas do passado, do sexo masculino que nunca experimentaram esses sintomas. Quando a sintomatologia está mais dirigida para região genital, o uso tópico de estrogênios aplicados uma única vez ao dia pode resultar o problema com facilidade. A absorção destes hormônios pela vagina não estar ainda suficientemente esclarecida, mas sabemos que ela é capaz de absorvê-los, fazendo os chegar ao resto do corpo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *